1. Roubando o Boy da Amapoa na Balada em Fortaleza


    Encontro: 15/02/2019, Categorias: Travestis, Autor: mylladynnis, Fonte: ContoErotico

    Entre tantas viagens que fiz à Fortaleza, tive o prazer de viver várias e deliciosas aventuras, as quais irei relatando aos poucos para vocês. Para começar vale aqui o relato real de uma maravilhosa e ousada travessura que iniciou na boate Level.Estava eu toda linda com um vestido escândalo, super justo e com um decote maravilhoso (vide foto), na fila para entrar na balada, quando passa por meu amigo Marcos que havia conhecido na praia do futuro dois dias antes.Quando ele me vê, logo me chama e diz: Mylla, aqui você é VIP e não precisa pegar fila, nem pagar para entrar ... você é minha convidada.Marcos era um homem lindo, todo bem cuidado, do alto de seus 1,80m de altura, gay assumidíssimo e uma pessoa iluminada. Depois fiquei sabendo que ele era um dos sócios da boate.Agradeci muito a gentileza e entrei na balada já me sentindo a dona do pedaço.O local estava lotado e logo encontrei mais duas amigas trans a Rochelle e Lorena, que havia conhecido dias atrás em outra balada e começamos a dançar e chamar a atenção de algumas pessoas.Enquanto dançávamos e nos divertíamos notei que um bofe maravilhoso, moreno, aparentando uns 30 anos, todo trabalhado no fitness não parava de olhar para mim, mesmo estando acompanhado de uma linda amapô loira.Como não queria confusão, sabendo o quanto as amapôs são ciumentas com seus machos, retribui os olhares e sorrisos de forma bem discreta, para não dar muito na cara.Em um determinado momento fui ao bar para pegar uma bebida e nesse ...
    momento senti que alguém atrás de mim falava alguma coisa ao meu ouvido: Nossa loira, você é realmente estonteante e muito gostosa, desde que cheguei não consigo para de olhar para você!Para minha surpresa, quando olho para trás era o moreno lindo que me passava a cantada. Virei para ele e disse: Querido, vi que você está acompanhado daquela loira linda e confesso, não quero arrumar confusão aqui.Ele então me disse: Ela é apenas uma ficante minha, temos vários amigos aqui e se você quiser, podemos discretamente sair e irmos para um outro local.Como nunca fui santa e não dispenso um bofe maravilhoso disse a ele para dar um tempo, que sairia em seguida e o encontraria na esquina da rua.Depois de algum tempo, voltando a dançar com as amigas, fiz um sinal discreto para ele e sai da boate, a caminho do local combinado.Não demorou muito e ele chegou agitado, falando que teve algum trabalho, mas inventou uma desculpa para amapô e a deixou com os amigos.O carro dele estava estacionado ali perto e para sermos ainda mais discretos, combinamos que ele me pegaria em um local um pouco a frente.Quando entrei no carro, finalmente nos apresentamos, e Michell, esse era o nome dele, me disse que curtia mulheres, mas que tinha um paixão e tesão ainda maior por trans lindas, loiras, peitudas e lindas como eu.Agradeci o elogio e por minha vez disse a ele que minha grande fraqueza era um macho moreno, forte, alto e lindo como ele.Nos beijamos ali mesmo dentro do carro e pude sentir que o Michell era ...
«1234...»