1. segunda parte – ap


    Encontro: 20/02/2019, Categorias: Travestis, Autor: Gostosao7765, Fonte: ContoEroticoComBr

    Eles chegaram a um apartamento em um local calmo e sem muito movimento mais ao norte da cidade, o local não parecia ser de muito luxo, porem dentro do apartamento era mais arrumando e bem limpo com uma grande cama de casal, eles chegaram aos beijos e o motorista ficou aguardando lá em baixo mesmo; lá dentro a coisa ficou ainda mais animada, ele pegava na sua bunda grande e amassava com toda a força e prazer, ela também não parava com as mãos, que iam desde suas costas até seu lindo bumbum, bem menor que o dela, e de lá para sua frente e amassava com vigor seu pau que dava mais ainda sinais de vida, pulsando freneticamente, parecia uma bomba preste a explodir; por isso ela o afastou. – Não queremos que você exploda nas calças e termine tudo cedo, quero brincar bastante ainda. – E você vai me deixar nesse estado por muito tempo, meu pau esta doendo de tanto tesão por você, eu quero te possuir todinha. Ele tentou se aproximar, mas ela o afastou. – Calma meu lindo, quero você na cama e com tudo que tem direito amostra; ela deu meia volta e foi ao banheiro, mostrando assim seu rabão que o fez gemer de tesão e o apressou em tirar tudo. Vou lhe dar tudo o que você quiser hoje. Depois de tira tudo ele se deita na cama, ela logo volta com um vestido vermelho também, mas bem solto em seu corpo. – Não é justo você não tirou nada, mesmo não tendo demorado lá. Ela da um sorriso de sacana, e abaixa uma das alças do vestido até que mostrasse seu farto seio direito. – Estou sem nada por ...
    baixo do vestido, achei que te daria mais tesão ver ele caindo e lhe mostrando tudo de uma vez, quero te dar mais prazer do que você já teve na sua vida. – Minha deusa, creio que terá uma pequena dificuldade, pois sou um homem de gostos especiais, mas mesmo assim você vai chegar bem perto disso hoje. – Já que estamos falando de coisas especiais, tenho uma surpresa pra lhe mostrar. E ela deixou que o vestido caísse, ele a admirou de cima a baixo e foi quando chegou ao meio que ele deu um belo sorriso malicioso com o que viu, era um belo, grande e grosso pau entre aquelas lindas pernas, era um monumento duro de seus vinte e três centímetros e uma bela circunferência de engasgar qualquer um, pulsando tanto quanto o seu. Ele pensou ser o melhor caralho que tinha visto até aquele momento melhor até que o seu, e sentiu muito desejo de chupar até lhe dar muito leite. – Nossa eu devo ter sido um bom menino esses tempos, pra receber um caralho tão majestoso como esse, retiro o que disse com certeza será minha melhor trepada até hoje. – Então já que gostou vou fazer você gozar pelo cu até que desmaie. – Mas não me deixe aqui depois disso quero acorda com você do meu lado, tenho só uma pergunta… – Eu tenho uma bela boceta por trás dele sim, e um cu. – E ele é capaz de produzir leitinho pro seu bezerrinho? – E muito leite, e não quero que desperdice nada, deve engolir tudo. – Com todo prazer que possuo; agora venha aqui que quero aproveitar cada centímetro do seu corpo escultural. Ela foi ...
«1234»