1. Comendo a égua junto com meu pai


    Encontro: 12/12/2017, Categorias: gozando dentro, Filho, Pai, Heterossexual, Zoofilia, Autor: Fuckmare, Fonte: CasadosContos

    Me chamo Eduardo e comecei a praticar zoofilia por volta dos 14 anos... Esse é meu primeiro conto... Espero que gostem. Sempre morei em um sítio no interior do Paraná e havia muitas galinhas, cadelas, porcas, ovelhas, vacas e éguas. Comecei traçando as galinhas do quintal e com o tempo fui para as porcas, depois as cadelas, as ovelhas, até que tomei coragem e comecei a traçar as éguas... Sempre fazia isso escondido com medo de ser pego pelos meus pais, o que só aumentava o tesão... De vez em quando aparecia alguma galinha morta no quintal e eu me fazia de desentendido, mas sabia que a culpa era minha de ter estourado a bichinha na hora da foda... Sempre pensei que meus pais não sabiam o que eu aprontava até que um dia aconteceu algo inesperado. Certo dia estávamos no sítio e meu pai disse que precisávamos buscar ração em um sítio vizinho para alimentar os animais. Como sempre fazíamos isso, imaginei que iríamos de carroça e prontamente fui buscar a égua Fumaça. Ajudei a colocar ela na carroça, pegamos os facões, montamos e partimos. O local ficava uns 4 sítios abaixo do nosso e antes de chegar nos deparamos com uma plantação de milho verde boa para colheita... Meu pai desceu da carroça e disse que pegaria algumas espigas escondido (famoso roubar umas espigas de milho) e que era para eu seguir em frente para o caso de alguém passar por ali não suspeitar... e na volta pegaríamos as espigas. Toquei a carroça por uns 5 minutos e parei no inicio da estrada de terra do sítio que ...
    iríamos... Era de um amigo de meu pai e tínhamos autorização para entrar... Abri a porteira, entrei com a carroça e fiquei sentado esperando meu pai vir. Naquele momento Fumaça começou a mijar, o que me deu um tesão lascado. Não fui ali para fuder ela e nem podia pois meu pai poderia me pegar no flagra... Ela acabou de mijar e ficou com a buceta piscando. Meu pau ja estava latejando na cueca de ver aquilo. Olhei para a direção de onde meu pai viria e não vi ele se aproximando... Aguardei mais um pouco.O tesão era demais. Olhei novamente e nada de meu pai. Nisso sentei no chão da carroça perto da traseira de Fumaça e comecei a passar a mão na sua bucetona (Ja tinha comido ela algumas vezes) depois tirei meu pau de dentro do shorts e comecei a me punhetar... Quando olhei para traz, meu pai estava parado perto da porteira me olhando. Mais que depressa fui guardando meu pau e não sabia como reagir, fiquei muito nervoso, parado, olhando para ele. - Pode continuar - ele disse - Não é a primeira vez que te vejo fazendo isso. - Como assim pai? - eu disse - nunca fiz isso. - Fica tranquilo, ja te vi fazendo antes. Você acha que não percebi as galinhas com os cus estourados. Eu na sua idade não podia ver uma galinha que metia a rola. - Sério isso pai? - Verdade. Seu pai aqui já comeu muito cuzinho e bucetinha nesses sítios da redondeza. Reparei que meu pai começou a pegar no pau dele por cima da calça e que seu volume ja estava muito grande (ja tinha visto meu pai pelado e o cara tinha ...
«123»